Braskem - Novas formas de ver o mundo

Relatório Anual e de Sustentabilidade 2010

+ A | - A
c c
Integrante da Braskem, utilizando equipamentos de proteção individual, em unidade industrial

A Braskem é a maior produtora de resinas termoplásticas das Américas, com foco em polietileno, polipropileno e PVC, e a oitava petroquímica do mundo (veja ranking no capítulo Dimensão econômico-financeira) – posições alcançadas após a aquisição, em 2010, de sua principal concorrente no Brasil, a Quattor, e dos ativos de polipropileno da Sunoco Chemicals, dos Estados Unidos, atual Braskem America. Atualmente, a Companhia possui unidades distribuídas em cinco estados das regiões Sul, Sudeste e Nordeste do Brasil e em três dos Estados Unidos, onde também abriga uma das três unidades do Centro de Tecnologia e Inovação.

Com capacidade instalada superior a 15 milhões de toneladas de produtos químicos por ano, a Braskem possui clientes em mais de 60 países dos cinco continentes, fornecendo produtos que, após processados, transformam-se em artigos de uso cotidiano por indivíduos de diversas culturas e origens. Automóveis, utensílios domésticos, artigos de limpeza e higiene pessoal, embalagens flexíveis (cujo formato depende da forma física do produto acondicionado), eletrodomésticos e até edificações são exemplos de produtos que contêm em sua composição resinas termoplásticas.

Ao final de 2010, um contingente de 6.750 Integrantes (como são chamados os funcionários) compunha a força de trabalho diretamente vinculada à Braskem. São pesquisadores, administradores, engenheiros e outros perfis de profissionais que, por meio da atuação em parceria com centros avançados de pesquisa da academia, de órgãos públicos e de empresas clientes, desenvolvem continuamente soluções para melhorar a vida das pessoas. Um bom exemplo desses esforços foi o início da operação, em 2010, da primeira fábrica de eteno derivado do etanol de cana-de-açúcar, para produzir polietileno (PE) verde. O produto demonstra tanto a capacidade de inovação da Companhia e de seus parceiros da indústria química quanto o compromisso com o desenvolvimento sustentável.

O porte e a posição de liderança que a Braskem possui atualmente permitiram à Companhia reforçar sua presença internacional em 2010 – com a abertura de escritórios na Colômbia e em Cingapura e o avanço no projeto Etileno XXI no México (veja quadros neste capítulo) – e decidir-se por novos investimentos no desenvolvimento de sua competência tecnológica – até 2016, a Empresa pretende dobrar o efetivo dedicado à pesquisa e desenvolvimento (P&D). Para fortalecer sua cadeia produtiva no Brasil, a Companhia apoia seus Clientes com assistência técnica, logística, jurídica e financeira, além de adotar uma política comercial diferenciada de estímulo às exportações de produtos.

A Braskem realiza contínuos investimentos para melhorar a eficiência de suas operações, apresentando boa evolução em seus ecoindicadores – consumo de água, energia, materiais e geração de resíduos (veja o capítulo Dimensão ambiental, de saúde e de segurança). Ao mesmo tempo, além de contribuir para a formação de mão de obra qualificada – um dos grandes desafios para o desenvolvimento sustentável do Brasil –, a Companhia também aplica recursos em projetos sociais que beneficiam muitas comunidades em regiões distintas do País (leia mais informações no capítulo Dimensão social).

Empresa de capital aberto, com ações negociadas na BM&FBovespa, de São Paulo, na Bolsa de Valores de Nova York e Bolsa de Valores de Madri, a Braskem está comprometida com os princípios da boa governança corporativa, orientando-se pela transparência em suas relações com o mercado de capitais e pela criação de valor para todos os Acionistas. Em 2010, pelo sexto ano consecutivo, a Companhia foi selecionada para compor a lista de empresas incluídas no Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE), da BM&FBovespa, de 2011 (leia mais no capítulo Governança corporativa).

Modelo de negócios

As operações da Braskem estão estruturadas em três unidades de negócio, que coordenam as áreas industrial, comercial, de marketing, logística, suprimentos, exportação, recursos humanos, planejamento e controladoria. Cada unidade tem autonomia de decisão para desenvolver seu negócio, focada em seu segmento:

  • Unidade de Petroquímicos Básicos (Unib): responsável pela primeira geração de petroquímicos, produz eteno, propeno, intermediários químicos e aromáticos. O eteno é utilizado, por exemplo, para produzir polietileno e PVC, e o propeno é matéria-prima para o polipropileno. As plantas da Unib localizam-se na Bahia (Camaçari), no Rio de Janeiro (Duque de Caxias), no Rio Grande do Sul (Triunfo) e em São Paulo (Mauá).
  • Unidade de Polímeros: reúne as operações de segunda geração da cadeia petroquímica, com destaque para as resinas polietileno, polipropileno e PVC, além de cloro e soda. Suas unidades fabris estão localizadas nos cinco estados onde a Braskem opera: Alagoas (Maceió e Marechal Deodoro), Bahia (Camaçari), São Paulo (Paulínia, Mauá e Cubatão), Rio de Janeiro (Duque de Caxias) e Rio Grande do Sul (Triunfo).
  • Unidade de Negócios Internacionais: responsável pela expansão internacional da Braskem, incluindo a gestão da Braskem America, e pela área de Negócios Verdes, cujo objetivo é consolidar as oportunidades em matérias-primas renováveis e biopolímeros.

Nossos produtos

  • Polietileno (PE): matéria-prima de sacolas, filmes e embalagens para a indústria de alimentos, higiene pessoal e doméstica. São de diversos tipos: alta densidade, baixa densidade, linear de baixa densidade e ultra-alto peso molecular (UTEC®).
  • Polipropileno (PP): resina com aplicação intensiva em embalagens flexíveis e rígidas, produtos de uso único, como copos e fraldas descartáveis, utensílios domésticos, sacarias (ráfia), na indústria automobilística e na agroindústria, entre outros segmentos.
  • PVC: utilizado principalmente em tubos e conexões na construção civil, mas também em calçados, forros, bolsas de soro e de sangue, além de outros produtos.
  • Soda/cloro derivados: insumos usados na fabricação de sabão, papel, celulose, alumínio e outros produtos, além de tratamento de água potável.
  • Petroquímicos básicos: produtos como aguarrás, benzeno, eteno e propeno, fornecidos para a indústria química.